terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

POSSO REPETIR A ORAÇÃO DO SENHOR?


(M. W. Gass)

Não posso dizer
PAI, se não demonstro diariamente minha relação de filho.
Não posso dizer NOSSO, se vivo num compartimento espiritual de onde nada sai e onde nada penetra; se penso que no céu está reservado um lugar especial para a minha denominação.
Não posso dizer QUE ESTÁS NO CÉU, se estou tão ocupado com a terra que não ajunto tesouro lá.
Não posso dizer SANTIFICADO SEJA O TEU NOME, se eu, que sou chamado pelo Seu nome, não sou santo.
Não posso dizer SEJA FEITA A TUA VONTADE, se estou discutindo, ressentido e desobediente à Sua vontade para comigo.
Não posso dizer NA TERRA COMO NO CÉU, se não estou preparado para dedicar minha vida aqui ao Seu serviço.
Não posso dizer DÁ-NOS HOJE O PÃO DE CADA DIA, se estou vivendo na experiência do passado ou se não faço muita questão de ter o que pedi.
Não posso dizer
PERDOA-NOS AS NOSSAS DÍVIDAS, ASSIM COMO NÓS TAMBÉM TEMOS PERDOADO AOS NOSSOS DEVEDORES, se guardo rancor contra alguém.
Não posso dizer
NÃO NOS DEIXES CAIR EM TENTAÇÃO, se não estou preparado para lutar no reino espiritual com a arma da oração.
Não posso dizer LIVRA-NOS DO MAL, se eu deliberadamente me ponho a mim mesmo, ou fico, onde provavelmente poderei ser tentado.
Não posso dizer TEU É O REINO, se não concedo ao Rei a obediência disciplinada de súdito fiel.
Não posso dizer
TEU É O PODER, se temo o que os homens me possam fazer, ou o que os vizinhos possam pensar de mim.
Não posso dizer TUA É A GLÓRIA, se estou procurando a minha glória.
Não posso dizer
PARA SEMPRE, se meu horizonte está limitado pelas coisas do tempo.
Não posso dizer
AMÉM, se eu também não acrescento CUSTE O QUE CUSTAR
.
Porque dizer esta oração honestamente, equivale a consagrar tudo a Deus.

Um comentário:

Ismael Filho disse...

Gostei muito desse texto. Muito pertinente. As pessoas precisam meditar sobre essa VERDADE.
Valeu, prima...
E parabéns pelo seu dia!